5 de mar de 2013

Mudando a cabeça: radicalmente

Desde o início do #Projeto Biamenos 35/ 50kgs, tive recaídas e fraquezas e algumas vezes, pensei que talvez fosse melhor ficar na minha zona de conforto. Mudar exige muito da gente. Essa exigência não é somente de deixar de comer algo, mas sim, de mudar a cabeça.

Até o dia que alguém me disse: "... você tb é gorda. Já tentou emagrecer tantas vezes e olha ai...  Pra que esse radicalismo dessa vez?". Essas palavras me fizeram acordar e ver o que eu estava fazendo com minha saúde, com meu corpo... e claro, me deixaram triste.



Prazer, meu nome é Beatriz e eu sou chocólatra!!! Pois é, extremamente viciada em chocolate. Mas estou conseguindo mudar isso. Continuo amando chocolate, mas descobri que não preciso comer uma caixa inteira ou milhares de barras pra me satisfazer. Na verdade, nem um bombom tenho tinho vontade de comer. Cheguei a comprar uma caixa com 12 tabletes de Talento e comer sozinha. Ou pior, gastar R$80,00 em chocolates, esconder no armário e ir comendo. Meu Deus, que loucura!!!
Meu vício por chocolate tem sido substituído pela imagem do espelho. Quando me olho, e vejo os sulcos começando a aparecer no meu abdômen ou quando o jeans entra, a vontade pelo chocolate some.



Outro vício. Sorvete self service com MUITA calda de chocolate quente, MM's e gotinhas de chocolate. Não serve comprar o pote de sorvete e calda de chocolate. Esse não me satisfazia. Tinha que ser o self service. Imagina a bomba calórica! Teve uma semana que cheguei a tomar sorvete desse jeito todos os dias. Era mais forte que eu, muito mais. Ontem, passamos na frente da sorveteria e não tive vontade alguma de tomar sorvete. Inclusive, tem uma calda de chocolate lá em casa, que será dada para alguém ainda essa semana.


Isso mesmo, chips. Não falo salgadinhos, por isso nos remete a milhares de outros tipos que não este. Falo de chips, Fandangos, Ruffles, Baconzitos e por ai vai. Comia o pacotão, as vezes até mais de um por dia. Comia sem culpa. É uma delícia, mas que benefício isso traz pra mim??? Nenhum.


De todas as mudanças que tenho feito, essa foi uma das que mais me orgulhei. Dia 21 de Fev. foi aniversário do padrasto do meu marido, e eu consegui não comer o bolo (eu sempre comia mais de uma fatia). Dia 28 de Fev. foi aniversário de uma colega de trabalho, e no escritório, sempre compramos uma torta/ bolo para comemorar.  Depois de comer dois pedaços na hora do parabéns, eu sempre comia mais durante o dia. E ainda costumava levar para casa. Dessa vez, comi uma pequena fatia para comemorar e não comi mais. No dia seguinte, o pessoal comeu a torta de café da manhã, mas eu não. Não tive vontade alguma. Pontos pra mim!


Dia desses, deu aquela vontade no meu marido de comer um sanduíche. O cheiro estava uma delícia, mas eu não quis, nem um pedacinho. Eu gosto de sanduíche, só acho que não deu vontade.


Ontem meu marido comprou um pedaço de rocambole, para comer mais tarde. Tinha uma cara ótima mas eu também não quis provar.

Não estou dizendo que nunca mais vou comer essas coisas. A diferença é que agora consigo dizer não para coisas que antes, nem pensaria conseguir. Se naquele momento sei que comer um pedacinho de chocolate, vai me levar a comer uma barra inteira, então, prefiro evitar aquele pedacinho. Hoje consigo comer sem culpa, porque sei que não é exagero e porque mantenho uma vida muito mais saudável e com atividade física regular.
Hoje consigo comer um doce e parar nele.... antes, comia tudo e ainda queria mais.

Um dia após o outro e nunca desistir. Esse é o segredo!
Eu como para viver e não vivo para comer!

by Beatriz Rochido

Um comentário:

Denise Rochido disse...

Amei seu texto, você está no caminho certíssimo. E quem quer que tenha dito a tal frase do início...isola!